SERÁ QUE ME VAI CAIR UM DINOSSAURO NA SOPA?

Foto: Sapo/G.Windows

Bom, então é assim (como diria o meu amigo António Macedo, o das Paixões Cruzadas, na Antena Um): dizer que conheço o Large Hadron Collider (LHC-demorou 14 anos a ser construído e 30 anos de pesquisas e é a maior máquina da Terra: a Máquina de Deus, dizem alguns. Outros, discordam), não tem nada de verdade. Não conheço mesmo mas, confesso, quando comecei a embrenhar-me nas suas vastas, vastíssimas possibilidades deste acelerador de partículas mais poderoso do mundo, fiquei presa de admiração por aquela que muitos dizem ir ser a maior experiência científica da história. Só vos digo! Isto mexe com a nossa contemporaneidade, não? É!


Começaram hoje, 10 de Setembro, os primeiros testes de funcionamento e, dentro de um mês, dizem, ele, o Large Hadron Collider- Grande Colisor de Hádrons (contou com a participação de 6 mil cientistas de 181 institutos de pesquisas, Portugal incluído, com 200 cientistas) estará a funcionar em pleno. O custo foi de 6,37 mil milhões de euros. Ups!


E o que faz ou fará? Parece ser simples para os cientistas (nem todos): pela primeira vez poderão observar-se dois feixes de protões chocando violentamente (quase à velocidade da luz-300 mil km/s) depois de acelerar ao longo de um anel de 27 quilómetros de perímetro, situado a mais de 100 metros de profundidade ao longo da fronteira entre a Suíça e a França. Para? Compreender o Big Bang (14 mil milhões de anos)! Isto é, compreender as origens do Universo (estou a lembrar-me do Regresso ao Futuro e não sei porquê! Aqui o alvo é o passado!) Hoje, o LHC deu apenas os primeiros passos. As experiências cruciais estão previstas para 2010, quando ele atingir a energia máxima para que foi concebido. E é aqui que se podem criar microscópicos buracos negros, a probabilidade mínima existe.


Esta experiência está a ser muito criticada pelos cientistas mais cépticos, que acreditam que o LHC não é mais do que uma máquina do Juízo Final, que pode destruir o Planeta. Para os reticentes, o projecto pode criar buracos negros no Universo, que, posteriormente, conseguiriam devorar a Terra. Os cientistas do CERN rejeitam a teoria e avançam: a experiência pode mudar toda a concepção que a Humanidade tem hoje acerca da formação do Universo. Infelizmente há a notícia (triste) de uma jovem indiana, de 16 anos que, hoje, com medo do fim do mundo, suicidou-se. Para o físico Stephen Hawking, o projecto que recria Big Bang não ameaça a Terra e Tara Shears, da Universidade de Liverpool, em Inglaterra diz:


-Vamos conseguir analisar a matéria mais profundamente do que jamais conseguimos. Poderemos observar do que o Universo se constituía bilionésimos de segundo depois do Big Bang.


Eu consigo calcular o movimento de corpos celestiais, mas não a loucura das pessoas
[
Isaac Newton ]


Anúncios

One response

  1. Gui

    Os homens têem que se entreteter com qualquer coisa para justificar o título de cientistas e gastar o dinheirinho que fazia tanta falta para ajudar os desfavorecidos. Mas não são só eles infelizmente.

    Setembro 11, 2008 às 10:20 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s