O NÚMERO 10 MAIS FAMOSO DO MUNDO FAZ ANOS. PARABÉNS, MÃO ESQUERDA DE DEUS…

Foto: Sapo/Galeria Windows

Amanhã, 30 de Outubro, El Pibe, faz anos. Nasceu em Buenos Aires num ano que pouco importa porque este homem, considerado o melhor jogador do mundo (há quem coloque Pelé em primeiro lugar), viveu a vida em turbilhão permanente. Tanto abraçou a estrelas como caiu no mais fundo poço do vício, da degradação moral e física. Foi elegante e foi gordo (121 quilos). Foi sóbrio, sorridente e drogado. Levou multidões ao rubro e provocou os maiores e inoportunos desacatos. Foi saudável e robusto e quase moribundo nos cuidados intensivos dos hospitais, por várias vezes. Procurou ajuda física na Suíça, na Argentina mas, curioso, Fidel de Castro, de quem é amigo, deu-lhe, em Cuba, tudo para o ver recuperado.

Consultar a biografia de Diego Maradona é ficar sem fôlego, mas esta data está escrita nos céus: 06/1986! Na partida mais lembrada da sua carreira, a Argentina derrotou a Inglaterra por 2-1 e classificou-se para as semifinais do Mundial do México-1986 com dois golos, o primeiro com a mão (a Mão de Deus), e o segundo numa fantástica jogada individual, depois de driblar seis adversários. Mas, a 08/04/1991 iniciava-se o seu doloroso calvário quando foi apanhado com cocaína num jogo com o Nápoles. Só em 2005 (14 anos de loucura e sofrimento) Maradona consegue ressurgir do seu caminho de dor e, durante três meses, apresenta semanalmente, na Televisão da Argentina, o programa A Noite do Dez, onde só teve convidados de gabarito: Pelé, Fidel, por exemplo. Ontem, 28 de Outubro, foi escolhido como Seleccionador da Selecção da Argentina.

Ele foi tudo: simpático, entusiasta, alegre, afável, generoso, excêntrico, intratável, indisciplinado grosseiro, inconveniente, mas no fundo daquele subconsciente atribulado estava um homem que queria vencer as correntes que o asfixiavam. O amor à camisola (sempre jogou com alma e marcou 311 golos) mesmo nas maiores crises estava lá a bater, latejando, puxando por ele, não o deixando vergar ao peso do fardo da cocaína. Muitos duvidam que ele seja capaz de concretizar bem a função para a qual foi escolhido. Não sei. Para ser franca, não me importa. Sensibilizou-me tanto o sofrimento de Maradona e o seu querer renascer para a vida que, em véspera de aniversário, levanto-me, bato palmas e até canto os parabéns a você. Ele merece esta grande oportunidade. Que a mão direita de Deus, esteja com ele. Suerte, Diego

La va a tocar para Diego: ahí la tiene Maradona; lo marcan dos, pisa la pelota Maradona. Arranca por la derecha el genio de fútbol mundial, y deja el tercero ¡y va a tocar para Burruchaga! Siempre Maradona… ¡Genio! ¡Genio! ¡Genio! Ta-ta-ta-ta-ta-ta-ta… ¡Goooooolll!! ¡Goooooolll! ¡Quiero llorar! ¡Dios santo! ¡Viva el fútbol! ¡Golaazo! ¡Diegooooo! ¡Maradooona! ¡Es para llorar, perdóneme! Maradona, en una corrida memorable, en la jugada de todos los tiempos, barrilete cósmico, ¿de qué planeta viniste?

(Víctor Hugo Morales, México, 1986)

Anúncios

2 responses

  1. Gui

    Um grande jogador e um homem controverso. Um gigante com uma bola nos pés, um ser frágil e fraco no jogo da vida. Maradona fez tudo para que ponhamos em dúvida a sua capacidade para desempenhar a sua nova função, mas simultaneamente fez tudo também para que acreditamos na sua enorme força de vontade e de viver. Deus irá dar-lhe certamente de novo, uma mãozinha.Obrigado pela sua visita e pelas suas palavras, quanto ao considerar o seu como um blogue que me encanta, é a mais pura das realidades. Aceita um beijo de amizade de um conterrâneo e, posso dizê-lo, de um amigo, apesar de só agora nos termos cruzado por aqui?

    Outubro 30, 2008 às 9:32 am

  2. MEB

    Meu amigo, como é bom ter comentários assim tão atentos e lúcidos, capazes de nos ensinar a ver melhor sobre o tema que escolhemos.Agradeço e retribuo o beijo de amizade e conto com ela e com a sua maravilhosa sensibilidade no seu blog, verdadeiramente encantatório.

    Outubro 31, 2008 às 7:22 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s