JAMIE OLIVER NO 10 DA DOWNING STREET



A verdade é que não sendo eu uma dedicada, amantíssima e exímia cozinheira (não gosto é mesmo de cozinhar), sempre que apanho este Jamie, na Sic Radical, não o perco. E a tonteira é tanta que já vi e revi imensos programas seus que o canal insiste em retransmitir e eu em ver! Já aprendi a fazer legumes com tofu na frigideira e é sucesso no meu castelo. Qual será, então o motivo do fascínio? Cozinhar não é; não como carne, não consumo lácteos, nada de fritos. Qualquer feijãozinho, abóbora, grão ou atum (a minha perdição) me satisfazem. Mas aquele ritmo trepidante com que Jamie Oliver junta, amassa, bate, enrola e rebola os alimentos, prende-me a atenção. Já sei que não dispensa o azeite e quando usa o sal acrescenta de imediato pimenta negra. Segredos do meu guru.

Mas, a sua exuberante e colorida quinta, a maneira como ele anda por entre os nabos, as couves, já o vi subir a uma árvore para apanhar um cogumelo enorme e esquisitíssimo que cozinhou, comeu e sobreviveu! E quando se senta de galochas ao ar livre e assa, sei lá o quê, no seu rústico e infalível forno que deixa cada prato num pitéu visual. O diálogo dele com os ingredientes é imperdível. No fundo, o que acho mesmo é que ele tem uma saudável pancada na forma como vive alegremente a vida e isso, no início da noite, no tempo da tranquilidade, faz-me rir. Noite em que não o vejo -também Jon Stewart do Daily Show-, não é noite completa. Falta-me algo.

Pois o meu mestre de culinária vai ter oportunidade de cozinhar para os líderes mundiais que formam o G-20 e que se reunirão em Londres, a 2 de Abril. Olhem só a qualidade da plateia que ele tem de alimentar! Não sei que pratos elaborará (a lista só será divulgada no dia 1, quando os líderes dos vários países jantarem na residência oficial do primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, no numero 10 da Downing Street) mas não constará de 19 pratos como na ultima cimeira, dos G-8, facto que escandalizou os analistas (o tema da reunião era somente este: a fome mundial!!!). De uma coisa estou certa: serão pratos confeccionados em três tempos, levarão azeite, sal, pimenta negra, coentros, rosmaninho, orégãos, tomilho, gengibre. E, serão bons! Talvez com o estômago composto, eles, o G-20 (grupo de países desenvolvidos e emergentes criado em 2003), se entendam em tempo de crise globalizada.

http://www.youtube.com/watch?v=AmY3A_BzBWk

Um momento de felicidade vale mais do que mil anos de celebridade
(Voltaire)

Advertisements

2 responses

  1. É verdade, o Oliver é fabuloso. Num dos programas ele ensinou a conservar os alhos franceses na terra, fiquei com imensa pena de não ter um jardim.

    Março 25, 2009 às 10:16 pm

  2. MEB

    Claro que vi esse programa e achei imensa piada-como sempre- à maneira desajeitada como ele se veste para andar no meio da colorida horta. Obrigada pelo comentário

    Março 26, 2009 às 12:40 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s