Archive for Abril, 2009

ESTÁ AÍ A PANDEMIA HÁ MUITO ANUNCIADA

Nos tempos actuais assiste-se ao despoletar de uma situação há muito esperada pelos cientistas ((5 anos): uma pandemia gripal ameaçar o mundo. Não foi a das Aves, foi bom o alerta então dado já que deu tempo para os países, os hospitais e os laboratórios a prepararem-se melhor para o futuro que acabou por nos trazer a Gripe do México ou Gripe Suína -designação oficial. A partir de 30.4, passou, por decisão da OMS, a ser denominada por Gripe A. Tentativa de não prejudicar mais a imagem do México e a venda da carne de porco. Classificada pela Organização Mundial de Saúde como nível de alarme 5 (6 é o máximo) até agora não vê motivo para esse nível ser alterado. A situação, tudo parece indicar, já não consegue impedir o avanço do contágio do vírus (que pode sofrer mutações, dificultando ainda mais a existência de uma vacina) que se transmite de pessoa para pessoa. Como continuam voos para o México é difícil imaginar que a Gripe A se fique por aqui. A tendência é para uma propagação crescente.

Até agora, 22:32, de 29 de Abril, não há, em Portugal, nenhum caso confirmado de pessoas afectadas. O primeiro grupo de portugueses que chegou do México ocorreu a 28, como o vírus (H1N1) pode surgir entre os 5/7 dias, até 5 de Maio, a situação pode alterar-se. Só que, entretanto, o vírus já foi transportado velozmente através dos aviões, do contacto directo ou indirecto entre as pessoas, tanto na Nova Zelândia como em Israel, tanto em Lisboa como em S.Petesburgo. Nesta situação não há distâncias. Não chegar a Portugal era um verdadeiro milagre. Apesar da protecção do Atlântico, temos de estar preparadas para o que acontecer e, sem alarmismos, confiarmos e exigirmos que o Governo esteja capaz de pôr em prática o que deve ser dado aos cidadãos, nesta situação de profunda preocupação.

Há que estar atento às directrizes emanadas pelo Ministério da Saúde. Nada de correrias aos supermercados. Nada de auto medicação. Nada de esgotar os anti-retrovirais nas farmácias. Nada de descontrolo. Estarmos preparados para o que o futuro nos trouxer desejando que, com a ajuda de Deus (tenha para si o nome que tiver), a protecção do Atlântico, o terminar da época da gripe normal, consigamos ultrapassar uma situação que nos pode deixar vulneráveis. Talvez tenhamos de mudar de comportamento por uns tempos, façamo-lo. Talvez tenhamos de optar por um certo isolamento, talvez. Talvez sim ou talvez não.

Volta o teu rosto sempre na direcção do Sol e, então, as sombras ficarão para trás
(provérbio russo)

A CLASSE DA PRIMEIRA-DAMA FRANCESA

Sem comentários.

A alma sensível é como harpa que ressoa com um simples sopro
(Beethoven)

APETECE-ME CHORAR POR SALGUEIRO MAIA



Para aqueles que ousaram ousar ousadamente, ousando com audácia, com extrema coragem tornando-se heróis (tombando anos depois da senda da vida mas viram, como prometeram anos atrás, o seu País livre). Lembrando Salgueiro Maia presto-lhe a minha mais profunda homenagem e admiração e recordo todos os envolvidos na Revolução dos Cravos, em 25 de Abril de 1974, dizendo-lhes obrigada). Para os que ousaram ousar ousadamente e, em unidade, libertaram as grilhetas de um passado amordaçante, enfrentando medos e esperanças na operação da mudança e da transição que, no Largo do Carmo, conduziria à vitória final.

Para os que ousaram ousar ousadamente nas prolongadas esperas, nas horas vibrantes das tensas decisões, perigosas, com riscos calculados e surpresas inesperadas onde o respeito e a lealdade serviram de escudo poderoso a todos os excessos que uma multidão nas ruas, em apoteose, podia fazer perigar. O respeito pelos vencidos, na hora da glória, foi, a par de uma vitória empolgante, uma extraordinária lição de grandiosidade humana. O 25 de Abril, de há 35 anos, terminou um poder instalado e abriu as portas à Democracia.

Para que isso acontecesse foram necessárias muitas horas de estratégia, de muitos intervenientes, de muitos receios e de muita tenacidade. Quando Salgueiro Maia, com uma granada no bolso, enfrenta o tanque, escreveu uma das mais emocionantes e sábias páginas da vida portuguesa, abrindo horizontes ao futuro e às novas gerações. Os Capitães de Abril tiveram a coragem de fazer, na altura, mais do que se pensava ser possível fazer. Quebraram barreiras, opressões, medos, poderes, e a alegria de libertar a Liberdade foi tanta que, com os cravos vermelhos, quase tocaram as estrelas.

http://www.youtube.com/watch?v=k07iowv1Fqw

A Revolução acordou um povo que dormia nos limites do medo e do fascismo
(Bruno Coelho)


A GURU DA INVEJÁVEL FORMA FÍSICA


A ex-bailarina, Tracy Anderson (33 anos), é uma mulher de garra e elegantíssima no seu 1,52 m e nos 44 quilos bem distribuídos: pernas poderosas, braços esculpidos e barriga que parece encostar na coluna vertebral. É! Saiba que é ela quem põe e dispõe no método espartano das elegantes mundialmente famosas: Madonna, Gwyneth Paltrow e mais recentemente a estilista StellaMcCartney. Para a primeira que tem de suportar (aos 50) em forma, constantes digressões mundiais juntou-se a fome com a vontade de comer: a personal trainer é exigente e a aluna gosta de atingir diariamente os seus limites. Por isso, treina seis horas sete dias por semana.

Se não está a pensar enveredar por alguma carreira artística tem de arranjar seis dias por semana, sim, mas 30 minutos por treino chegam. Não é muito. Ficar super bem tem o seu preço! (a mensalidade mínima é de 600 euros). Qual é então o segredo de ouro da mais famosa guru da elegância? O que faz de Tracy uma instrutora tão especial? Um método de exercícios (e dieta, se precisar) que reúne muita intensidade e variedade de movimentos, trabalhando em particular a musculatura periférica, de forma a deixar o corpo feminino esculpido com precisão, mas sem o perfil pesado de quem malha demais. Ela explica o método:

Eu tenho a sorte de conhecer dança e coreografia. Apoiada nesse conhecimento, e também em pesquisas e estudos (levou 10 anos a concretizar um aparelho que permite executar 3 mil movimentos), sou capaz de inventar equipamentos e movimentos que vão formar o corpo que a cliente quer. Consigo olhar para uma pessoa e saber exactamente do que precisa. Exijo o compromisso de treinar seis dias por semana, umas duas horas por dia. Se esse esquema for seguido, os resultados são imediatos. Reduzo qualquer manequim 44 para 36…


É obra!Tracy é dona de uma academia de ginástica em Los Angeles, desde 2004 e pretende abrir outra, em Nova York, este ano. Para animar as candidatas a silhuetas esbeltas publico algumas ideias de Tracy para perder peso semanalmente: uma dose de carboidratos (açucares nas suas mais diferentes formas e fontes tais como: arroz, pão, massa, doces, biscoitos…) por dia, só com grãos integrais, carnes magras, peixe, legumes, verduras e saladas sem um pingo de óleo nem temperos, frutas (só morangos e uvas), café e chá, mas sem açúcar nem adoçante. Proibição total de refrigerante (inclusive diet), zero de álcool e zero de derivados de leite. Como são quase três horas da manhã e as letras já adormecem nos meus dedos, não faça nada disto sem consultar o seu médico ou nutricionista. Preciso, urgentemente, de ir dormir mas de consciênci tranquila. Vou comer uvas.

*

Não há que ser forte. Há que ser flexível
(Provérbio chinês)


QUERO SER TEU AMIGO!


Obama continua a conquistar por onde vai passando, o seu estado de graça não se pode dizer que esteja intocado mas, sem dúvida, capitaliza ainda muito do esplendor inicial. Ele espalha charme com o mesmo à vontade com que abre portas que se pensavam estar, pelo menos, muito emperradas. Antes da abertura da Cimeira das Américas que decorreu em Trinidad e Tobago, o Presidente Hugo Chávez cumprimentando o seu homólogo norte-americano, Barack Obama, diz-lhe, olhos nos olhos, quero ser teu amigo, após anos de muita tensão entre Caracas e Washington. Bom, marcou pelo inesperado. A imprensa da Venezuela considerou este aperto de mão uma saudação histórica, outros venezuelanos não se empolgaram tanto e adiantaram que não acreditavam muito na euforia de Chávez, ele saberia usar o acontecimento para aumentar o seu populismo, disseram.

Seja qual for o evoluir desta aproximação a verdade é que a situação deixa transparecer que Obama é mais popular no resto do mundo do que nos EUA e lá em casa ele é até muito popular (gostam de tudo: da mulher, das filhas, do cão, da forma física, do sorriso e da notável capacidade de dialogar). Tem índices que pouquíssimos Presidentes alcançaram em menos de 90 dias de reinado. Na América existem, claro, os que estão contra o novo Presidente mas, por enquanto, não se lhe pode negar que tem dinamizado situações que necessitavam de diálogo porque a sistematização do recurso às bombas não deixava antever solução à vista. Obama é inteligente. Por exemplo, o passo muito importante de ser ele a inverter a estratégia de se aproximar ao Islão, o que pode colocar a Al-Qaeda fora de moda, embora ele próprio continue a dizer que esta é a principal ameaça … só que não aos EUA mas, sim, à Europa! Ou seja, além de inverter a estratégia, passou a bola.

Por fim, disse à França e à Alemanha que a Turquia passou a ser assunto dele e é para integrar na comunidade internacional de primeira linha e com isto coloca de lado a Alemanha, sobretudo, também a França, a União Europeia que não se define. Só lhe falta agora resolver rapidamente o Irão antes dos israelitas terem que tomar a iniciativa em dentes para assegurarem a sobrevivência (o que seria muito mau) e poder regressar rapidamente aos problemas dos EUA, a tempo de empreender neste primeiro mandato a recuperação espectacular a que terá que ser obrigado; se conseguida, deixará a do próprio Clinton para trás e com mais motivação e idealismo que a dos tempos do próprio Reagan.

O problema de tudo isto é que tudo isto lhe está ao alcance mas, tudo isto, é muito…

*

Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade
(John Kennedy
)