APESAR DO ENCANTO NÃO OUSOU OUSAR

As horas passaram demoradamente no tempo de espera que se esvaziou. A energia e o entusiasmo, o saltar do coração fora do peito, foram momentos ansiosos, intensos, saborosos, quando imaginados mas desgastantes quando realidade. Nada aconteceu, nada se concretizou, apenas a sensação do que poderia ser possível vivida segundo a segundo. Podia ter sido radioso porque a vitalidade transbordava num entusiasmo sem limites, embalada pelos acordes musicais que envolviam os sentidos. Apesar da inspiração não ousou ousar e esperou. Saboreou néctar de deuses, leu páginas poderosas e enquanto redescobria que era uma pessoa maravilhosa, apesar do desencanto, pensava no renascer esperança e adormeceu no passar das horas de espera que abriram as portas ao sonho.

…Gira a noite sobra suas invisíveis rodas e, junto a mim, és pura como
âmbar adormecido…
(Pablo Neruda)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s