O OLHAR DE MAR SERENO QUE ENCANTA


Quando me olhas deixo de te ver! De imediato entro, sem me aperceber, dentro desse pedaço atraente de mar sereno que me encanta e arrebata, escuto-te e sorrio, sem estar já lá! Ouço-te, em fundo, mas já tomei conta de ti, em mim. É tudo tão cativante, tão meu. E tu continuas a falar, a rir, e, aí, flutuando no mar doce do teu olhar, roço a ponta dos meus dedos, pelos teus lábios, pelo contorno perfeito do teu rosto, e tu olhas-me sem te aperceberes que eu flutuo, suspensa, no ritmo do teu respirar numa ânsia saboreada, difusa à luz da realidade. Quando me olhas o mundo pára! Cada segundo é um século, cada hora é um minuto. O som da tua voz dá-me vida, fascina-me, encanta-me, numa alquimia interior. Como um simples olhar pode construir um mundo?! Realidades paralelas, ilusões intensas, fantasias silenciosas quando fixo os teus olhos com os meus, da alma. Não existem acasos na vida universal. Continua a sorrir-me, a olhar-me, e eu iluminarei o teu caminho no espaço dos meus sonhos.

Se pensa que pode, você pode. E se pensa que não pode, está certo. Você não pode!
(Mary Kay Ash)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s