A FELICIDADE É O ADN DO PRAZER



O prazer é óptimo -mas é efémero. O prazer vem dos nossos cinco sentidos. Vem de uma refeição saborosa, um copo de bom vinho e de um automóvel novo. Não há nada de errado acerca destas coisas -elas tornam a experiência da vida ainda mais agradável-, mas são fugazes. A felicidade é algo completamente diferente. A felicidade é o ADN do prazer. O meu ponto de vista é simplesmente este: o prazer vem de algo no exterior. A felicidade vem do nosso íntimo. É um estado que criamos através da nossa vontade. É uma decisão, é um acto voluntário.


As pessoas podem ser felizes mesmo quando atravessam uma fase de grande dor e adversidade. Não existe qualquer tipo de prazer evidente nas suas vidas exteriores e, contudo, estão felizes no interior de si mesmas. Da mesma forma que muitas pessoas estão rodeadas por prazeres (automóveis rápidos, boas casas, roupas caras), mas não existe nenhuma alegria dentro delas. Por isso, escolha ser feliz. Não pode controlar a vida no exterior. Coisas difíceis irão acontecer. Apesar disso, podemos controlar o que acontece dentro de nós e, aqueles que o fazem, tornam-se grandes. (R.S)



http://www.youtube.com/watch?v=PG8quu2sQ2Y




Faça o bem e deixe no mundo uma virtude tal que a tempestade do tempo nunca a possa destruir
(Robin Sharma)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s