O DESABROCHAR DO SER É O MAIOR DOS SUCESSOS

Ter sucesso exige uma grande confiança nos outros. Ninguém pode ter sucesso sozinho. Os outros são os mil braços que ajudam a construir a vida de cada um. É assim que o Universo funciona, desde a mais pequena célula de vida até às galáxias mais longínquas. Aprenda a considerar o universo como uma rede de boas vontades. As provações devem ser aceites com coragem e doçura. Cada uma delas propõe a riqueza do coração e a alegria do espírito. Precisa de coragem para as vencer, e da doçura para as amar. Nós receamos a confrontação, o encontro com o outro, porque temos medo de ser destruídos ou diminuídos. Habituámo-nos a olhar para o mundo como uma sucessão de fracassos, de desastres. Inverta essa errónea maneira de ver. De todas as vezes, o obstáculo indica os degraus da progressão. Ele é o momento requerido para a transformação. Não o encare como um adversário aterrador. Não passa de um espelho, no qual se reflecte, com os medos, hesitações.

Não conserve nenhuma animosidade, nenhum rancor ou desejo de vingança. Desenraíze os maus pensamentos, os fantasmas, as obsessões que paralisam a vontade. Não dissimule nada. Para vencer os seus desejos, cultive o desejo de se vencer a si próprio. Elimine a pouco e pouco os hábitos, os automatismos, as más disposições que dividem e atravancam o espírito. O sucesso não é outra coisa senão a imagem mais bela de si, de repente construída, realizada diante de si. Para evitar o fracasso, as decisões devem antes de mais nada ser meditadas, com as suas consequências. Imagine-as como uma rede de energias, com forças que se cruzam, se amplificam ou se combatem. É o centro delas. A única nascente. É preciso iluminar o obstáculo muito longe, antes de o enfrentar, compreender o seu mecanismo de funcionamento, para não ser surpreendido e vencer as suas armadilhas. Utilize as suas sensações de embriaguez, de prazer, com uma clara consciência de si próprio. Dá um novo significado a toda a acção, a toda a experiência, a todo o combate da vida quotidiana. Então, conhecerá a alegria dos vencedores, daqueles cuja força interior está polarizada sobre a meta a atingir, como a agulha de uma bússola.

O desabrochar do ser é o maior dos sucessos. Dá a paz do coração, a alegria de viver e a lucidez do espírito. Os obstáculos caem por si, e as dificuldades tornam-se simples escalões necessários à sua progressão. Encontre o seu centro, a partir do qual poderá construir a sua vida, empreender, realizar um projecto. Esse centro, que é a sua nascente de vida pessoal, é como um lago calmo, que nenhuma paixão agita. É um silêncio profundo, espiritual, que se produz quando o pensamento pára, com as suas palavras e as suas imagens. Faça brotar a sua acção desse silêncio. O sucesso pede uma disposição feliz do espírito. Nenhum pensamento negativo deve contrariar o seu desejo de realização (D.R)

http://www.youtube.com/watch?v=2LUc-WR0P2E

A felicidade não é um paraíso fechado, separado do mundo. É, ao mesmo tempo, a nascente e o oceano
(Dugpa Rinpochê)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s