NANI – O NAVEGADOR AUSENTE


Não devia, mas a verdade é que a minha noite foi mal dormida, a pensar no impraticável campo de cricket que, placidamente, esperava pela Selecção Nacional, o Bidvest Wanderers Stadium, em Joanesburgo, pintado com 500 litros de tinta verde, buracos, desnivelado, relva seca, e o meu nervoso miudinho tornou-se insónia. E se algum dos jogadores se lesiona (sabia que iria ser chamado um jogador de Lisboa, sou assim….de fortes intuições)? Não aconteceu. Moçambique foi uma equipa cuidadosa nas entradas, eles estavam ali para ajudar Portugal e não para lesionar ninguém. Atitude a merecer aplausos pelo fair play constante. A lesão que viria a deixar um rasto de tristeza em todos os Navegadores já tinha acontecido com Nani, em Portugal (traumatismo na clavícula esquerda). O jogador do do Manchester United, o Navegador em melhor forma, regressa a Inglaterra para recuperação (jogará por Portugal, em Setembro, na selecção para o Europeu). Rúben Amorim (médio) jogador do Benfica, já a caminho da Mundial, vai ser o elo de ligação numa equipa que vai fazer história. Foi arrepiante ver aquele estádio pintado de vermelho e verde e se não fosse o barulho das incríveis vuvuzelas conseguiria ouvir-se o tambor dos 40 mil corações agitados tal era a alegria (quem foi emigrante sente isso) partilhada.



http://www.youtube.com/watch?v=zBUJztI884M

O futuro não pode ser previsto, mas pode ser inventado. É a nossa habilidade de inventar o futuro que nos dá esperança para fazer de nós o que somos
(Dennis Gabor)
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s