O AMOR É UM MARAVILHOSO LADRÃO DA NOSSA ARROGÂNCIA

O amor tira-nos o sono, tira-nos do sério, tira o tapete debaixo dos nossos pés, faz com que nos defrontemos com medos e fraquezas aparentemente superados, mas também com insuspeitada audácia e generosidade. E, como habitualmente, tem um fim (que é dor) complica a vida. Por outro lado, é um maravilhoso ladrão da nossa arrogância. Quem nos quiser amar agora terá de vir com calma, terá de vir com jeito. Somos um território mais difícil de invadir, porque levantamos muros, inseguros das nossas forças, disfarçamos a fragilidade com altas torres e ares imponentes. A maturidade permite-me olhar com menos ilusões, aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranquilidade, querer com mais doçura. Às vezes, é preciso concentração (L.L)
*


Perder, dói! Não adianta dizer não sofra, não chore; não podemos é ficar parados no tempo chorando a nossa dor diante das nossas perdas
(Lya Luft)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s