MORRE LENTAMENTE QUEM EVITA UMA PAIXÃO

 

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesma. Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente quem se transforma em escrava do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece. Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro sobre o branco e os pontos sobre os “is” em detrimento de um redemoinho de emoções, justamente as que resgatam o brilho dos olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos. Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite (pelo menos uma vez na vida) a fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua má sorte ou da chuva incessante… Morre lentamente, quem abandona um projecto antes de iniciá-lo, não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe. Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior que o simples facto de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos um estágio pleno de felicidade (M.M.)

 

 

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho

(Martha Medeiros)

Anúncios

8 responses

  1. Venho aqui pela mão da Fernanda, ou Ná, madrinha deste blogue 🙂 e gostei muito de cá passar.
    Quanto a este texto, andou a circular uma versão por e-mail, como sendo de Pablo Neruda, mas sabia que não era dele. Agora fiquei a saber de quem é 🙂
    A vida precisa de sol, de chuva, de sal, de pimenta, de luz e de escuridão, de amor, de amizade, de paixão, de alegria, de dor, … para que possa ser vivida plenamente
    .

    Parabéns e um abraço

    Dezembro 18, 2010 às 10:24 pm

    • Olá, Manuela Araújo. Gostei muito de ter uma nova observadora. Espero que adquira o hábito de voltar. Tem razão, fiz questão de assinalar a autoria do texto que, realmente, é da escritora brasileira e não de Neruda. A vida precisa disso tudo. A vida é sempre um desafio.

      Dezembro 19, 2010 às 7:27 pm

  2. “MOrre lentamente…” quem não vive cada momento da sua vida como se fosse o único – e É ÚNICO, sim! – e o último! A vida é um dom tão valioso que NADA nos permite desvalorizá-la, deixando-nos morrer lenta e definitivamente!
    Beijinho e bom Domingo!

    Dezembro 19, 2010 às 12:43 am

    • Boa tarde, Joaquim do Carmo. É bom encontrá-lo aqui. Concordo, a vida tem de ser merecida, vivida, saboreada , sonhada, imaginada. A vida dá-nos, tira-nos, provoca-nos, desperta-nos. Beijinho. O meu domingo foi bom, espero que o seu também assim tenha sido.

      Dezembro 19, 2010 às 7:31 pm

  3. Querida amiga!

    Belíssimo texto! As suas palavras chegam e tocam fundo bem fundo em mim.

    Viver não é só passar por este mundo sem tirar ilações e insistentemente procurar viver todos os dias de forma inteira.
    Viver mais e mais intensamente, sem receios, preenchendo os seus sonhos … é o caminho.
    Sejamos felizes encarando os infortúnios da vida, só assim viveremos.
    Beijinhos neste Domingo cinzento e frio.
    Faremos dele um dia belo à nossa maneira !
    Beijinhos

    Dezembro 19, 2010 às 11:42 am

    • Amiga
      É precisamente isso: viver os dias de forma inteira, completa, total. Sentindo, dia após dia, a maravilha de existir. Foi um domingo menos frio que o dia de ontem mas comparado com o que se passa pelo resto da Europa, já a partir de Espanha, Portugal continua a ser um cantinho especial. Beijinho, Ná.

      Dezembro 19, 2010 às 7:19 pm

  4. Isabel Maria Bento

    Por isso é que eu digo que vivo a vida a cores.A vida é um Dom fantástico, mesmo que….!!! Amei mãe, beijinhos.

    Dezembro 19, 2010 às 2:17 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s