FECHAMOS OS OLHOS PARA FIXAR MEMÓRIAS

Não há quem não feche os olhos ao cantar a música favorita. Não há quem não feche os olhos ao beijar, não há quem não feche os olhos ao abraçar. Fechamos os olhos para garantir a memória da memória. É ali que a vida entra e perdura, naquela escuridão mínima, no avesso das pálpebras. Concentramo-nos para segurar a dispersão, para segurar a barca ao calor do remo. O rosto é uma estrutura perfeita do silêncio. Os cílios se mexem como pedais da memória. Experimenta-se uma vez mais aquilo que não era possível. Viver é boiar, recordar é nadar (F.C.)

 

Uma relação nem sempre termina por não ser feliz. Às vezes termina para preservar a felicidade da memória

(Fabrício Carpinejar)

Advertisements

2 responses

  1. Maria elvira

    Realmente o fazemos, fechamos os olhos para fixar em nossa memórias os beijos, os abraços, os momentos que nos trazem afagos que nos enchem de energia.

    Muito bom estar aqui e poder me deliciar com escrita tão belas e cheias de sentimentos.

    Beijos

    Fevereiro 18, 2011 às 12:39 am

  2. Irene, gentil como sempre. Espero que nunca se desiluda com este meu espaço (por vezes inspirado). Beijinho

    Fevereiro 18, 2011 às 1:07 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s