Archive for Abril, 2011

JOÃO PAULO II VAI SER BEATIFICADO

 

 

Karol Wojtyla, o Papa que soube abraçar o Mundo (visitou 129 países), ao longo dos seus 26 anos de Pontificado, vai ser beatificado e Roma será pequena para receber os representantes da saudade de milhões de fiéis que não poderão estar no coração do Vaticano, na Praça de São Pedro, frente aos restos mortais de João Paulo II (o Papa Mariano) que faleceu em Abril (2) de 2005. Bento XVI presidirá às cerimónias do eterno Peregrino de Fátima.

 

 

Não tenhais medo de ser santos

(João Paulo II)

Anúncios

KATE – A SUCESSORA DE DIANA

 Em rigor não se pode dizer que Diana de Gales alguma vez possa vir a ter uma sucessora plena, pelo simples motivo que não há duas pessoas iguais. Diana, é única. Diana, repousa na pequena ilha do lago em Althorp House e Catarina Isabel, a partir de hoje, SAR duquesa de Cambridge,  passará a morar no coração do povo, lugar deixado vago desde que no túnel da Alma, em Paris, Diana sucumbiu num desastre de viação.

Hoje, Londres, foi o palco do mundo.  Na abadia de Westminster realizou-se o casamento do Príncipe William com Kate Middleton, perante uma multidão de milhões, espalhada por todos os Continentes. Foi sensibilizador, emotivo, ver  como William (segundo na linha de sucessão) se tornou num  homem simpático, simples que tão bem soube crescer, amar, sofrer, perdoar. Foi bom ver a felicidade de dois jovens que se amam e que se preparam para viver o futuro sob o signo do amor e da solidariedade.  

 

 

Amo como ama o amor.
Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?

(Fernando Pessoa)

 


SAI BABA, LÍDER ESPIRITUAL, FALA SOBRE 2012

Ouviu falar de 2012 como um ano em que algo ocorrerá?

-Bom, por um lado existem várias profecias que indicam esta data como um momento importante da história da humanidade, mas a mais significativa é o término do calendário Maia, cuja profecia foi interpretada de várias formas. Os mais negativos pensam que nesse ano o mundo termina, mas isto não é real, pois sabemos que neste ano começa a Era de Aquário.

Na verdade este planeta está sempre mudando a sua vibração, e estas mudanças intensificaram-se desde 1898, levando a um período de 20 anos de alterações dos pólos magnéticos que não ocorriam há milhares de anos. Quando ocorre uma mudança do magnetismo da terra, surge também uma mudança consciente, assim como uma adaptação física à nova vibração. Estas alterações não acontecem apenas no nosso planeta, mas em todo o universo, como a ciência actual tem comprovado.

Informe-se sobre as mudanças das tempestades solares (que são tempestades magnéticas) e perceberá que os cientistas estão a par destes assuntos.bOu pergunte a um piloto aviador sobre o deslocamento dos pólos magnéticos, já que todos os aeroportos foram obrigados a modificar os seus instrumentos nos últimos anos. Esta alteração magnética  manifesta-se como um aumento da luz, um aumento da vibração planetária.

Para entender mais facilmente esta questão, é preciso saber que a vibração planetária é afectada e intensificada pela consciência de todos os seres humanos. Cada pensamento, cada emoção, cada ser que desperta para a consciência de Deus, eleva a vibração do planeta. Isto pode parecer um paradoxo, uma vez que vemos muito ódio e miséria ao nosso redor, mas é assim mesmo.

Venho dizendo em mensagens anteriores que cada um escolhe onde colocar a sua atenção. Só vê a escuridão aqueles que estão focados no drama, na dor, e na injustiça. Aquele que não consegue ver o avanço espiritual da humanidade, não tem colocado a sua atenção nesse aspecto.

Porém se liberar a sua mente do negativo, abrirá um espaço onde sua essência divina pode manifestar-se, e isto certamente trará o foco para o que ocorre de facto neste momento com o planeta e a humanidade. Estamos a elevar a nossa consciência como jamais o fizemos.

 Como assim? Não percebe a escuridão?

-Vejo-a sim, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? Claro que entendo aqueles que a temem, porque também fiquei parado nesse lugar onde apenas via o mal. E por esta razão sinto amor por tudo isso.

A escuridão não é uma força que obriga a viver com mais ruindade ou com mais ódio. Não é uma força que se opõe à luz. É ausência da luz. Não é possível invadir a luz com a escuridão, porque não é assim que o principio da luz funciona. O medo, o drama, a injustiça, o ódio, a infelicidade, só existem em estados de penumbra, porque não podemos ver o contexto total da nossa vida. A única forma de ver a partir da luz é por meio da fé. Assim que aumentamos a nossa freqüência vibracional (estado de consciência), podemos olhar para a escuridão e entender plenamente o que vivemos.

Mas como pode afirmar tudo isso, se no mundo existe cada vez mais maldade?

-Não há mais maldade, o que há é mais luz, e é sobre isso que falo agora.Imagine que tem um quarto, ou uma despensa, onde guarda as suas coisas, iluminado por uma lâmpada de 40W. Se trocar para uma lâmpada de 100W, verá muita desordem e um tipo de sujeira que você nem imaginava que tinha naquele local.

A sociedade está mais iluminada. Isto é o que está acontecendo. E isto faz com que muitas pessoas que lêem estas afirmações as considerem loucura. Percebeu que hoje em dia as mentiras e ilusões são percebidas cada vez mais rapidamente? Bom, também está mais rápido alcançar o entendimento de Deus e compreender a forma como a vida se organiza.

Esta nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira.

Esta mudança provoca dores físicas nos ossos, que os médicos não conseguem resolver, já que não provem de uma doença que possa ser diagnosticada. Dirão que é causado pelo estresse. Porém isto não é real. São apenas emoções negativas acumuladas, medos e angústias, todo o pó e sujeira de anos que agora precisa ser limpo.

Algumas noites as pessoas acordarão e não conseguirão dormir por algum tempo. Não se preocupem. Leiam um livro, meditem, assistam TV. Não imaginem que algo errado ocorre. Você apenas está assimilando a nova vibração planetária. No dia seguinte seu sono ficará normal, e não sentirá falta de dormir.

Se não entender este processo, pode ser que as dores se tornem mais intensas e acabe com um diagnóstico de fibromialgia, um nome que a medicina deu para o tipo de dores que não tem causa visível. Para isto não existe tratamento específico apenas antidepressivos, que farão com que você perca a oportunidade de mudar sua vida.

Uma vez mais, cada um de nós precisa escolher que tipo de realidade deseja experimentar, porém sabendo que desta vez os dramas serão sentidos com mais intensidade, assim como o amor. Quando aumentamos a intensidade da luz, também aumentamos a intensidade da escuridão, o que explica o aumento de violência irracional nos últimos anos.

Estamos a viver a melhor época da humanidade desde todos os tempos. Seremos testemunhas e agentes da maior transformação de consciência jamais imaginada.

Informe-se, desperte a sua vontade de conhecer estas questões. A ciência sabe que algo está acontecendo, você sabe que algo está acontecendo. Seja um participante activo. Que estes acontecimentos não o deixem assustado, por não saber do que se trata (S.B.).

 

 

 

 

 Eu vou além dos meus sentimentos e encontro profunda paz 

(Sai Baba)


HÁ 37 ANOS LIBERTARAM A LIBERDADE

Para aqueles que ousaram ousar ousadamente, ousando com audácia, com extrema coragem tornando-se heróis (tombando anos depois ma senda da vida mas viram, como prometeram anos atrás, o seu País livre).

Lembrando Salgueiro Maia presto-lhe a minha mais profunda homenagem e admiração e recordo todos os envolvidos na Revolução dos Cravos, em 25 de Abril de 1974, dizendo-lhes obrigada. Para os que ousaram ousar ousadamente e, em unidade, libertaram as grilhetas de um passado amordaçante, enfrentando medos e esperanças, na operação da mudança e da transição que, no Largo do Carmo, conduziria à vitória final.

Para os que ousaram ousar ousadamente nas prolongadas esperas, nas horas vibrantes das tensas decisões, perigosas, com riscos calculados e surpresas inesperadas onde o respeito e a lealdade serviram de escudo poderoso a todos os excessos que uma multidão nas ruas, em apoteose, podia fazer perigar.

O respeito pelos vencidos, na hora da glória, foi, a par de uma vitória empolgante, uma extraordinária lição de grandiosidade humana. O 25 de Abril, de há 37 anos, terminou um poder instalado e abriu as portas à Democracia.

Para que isso acontecesse foram necessárias muitas horas de estratégia, de muitos intervenientes, de muitos receios e de muita tenacidade. Quando Salgueiro Maia, com uma granada no bolso, enfrenta o tanque, escreveu uma das mais emocionantes e sábias páginas da vida portuguesa, abrindo horizontes ao futuro e às novas gerações.

Os Capitães de Abril tiveram a coragem de fazer, na altura, mais do que se pensava ser possível fazer. Quebraram barreiras, opressões, medos, poderes, e a alegria de libertar a Liberdade foi tanta que, com os cravos vermelhos, quase tocaram as estrelas.

 

 

A Revolução acordou um Povo que dormia nos limites do medo e do fascismo
(Bruno Coelho)


MEU AMOR QUERIDO

 Adoro-te minha gata de Janeiro meu amor minha gazela meu miosótis minha estrela aldebaran minha amante minha Via Láctea minha filha minha mãe minha esposa minha margarida meu gerâneo minha princesa aristocrática minha preta minha branca minha chinesinha minha Pauline Bonaparte minha história de fadas minha Ariana

minha heroína de Racine minha ternura meu gosto de luar meu Paris minha fita de cor vício secreto minha torre de andorinhas três horas da manhã minha melancolia minha polpa de fruto meu diamante meu sol meu copo de água minhas escadinhas da Saudade minha morfina ópio cocaína minha ferida aberta minha extensão polar minha floresta meu fogo minha única alegria minha América e meu Brasil minha vela acesa minha candeia minha casa meu lugar habitável minha mesa posta minha toalha de linho minha cobra minha figura de andor meu anjo de Boticelli meu mar

 meu feriado meu domingo de Ramos meu Setembro de vindimas meu moinho no monte meu vento norte meu sábado à noite meu diário minha história de quadradinhos meu recife de Manuel Bandeira minha Pasargada meu templo grego minha colina meu verso de Höderlin meu gerânio meus olhos grandes de noite minha linda boca macia dupla como uma concha fechada meus seios suaves e carnudos meu enxuto ventre liso minhas pernas nervosas minhas unhas polidas meu longo pescoço vivo e ágil minhas palavras segredadas meu vaso etrusco minha sala de castelo espelhada meu jardim minha excitação de risos minha doce forquilha de coxas minha eterna adolescente

 minha pedra brunida meu pássaro no mais alto ramo da tarde meu voo de asas minha ânfora meu pão de ló minha estrada minha praia de Agosto minha luz caiada meu muro meu soluço de fonte meu lago minha Penélope meu jovem rio selvagem meu crepúsculo minha aurora entre ruínas minha Grécia minha maré cheia minha muralha contra as ondas meu véu de noiva minha cintura meu pequenino queixo zangado minha transparência de tules minha taça de oiro

 minha Ofélia meu lírio meu perfume de terra meu corpo gémeo meu navio de partir minha cidade meus dentes ferozmente brancos minhas mãos sombrias minha torre de Belém meu Nilo meu Ganges meu templo hindu minha areia entre os dedos minha aurora minha harpa meu arbusto de sons meu país minha ilha minha porta para o mar meu manjerico meu cravo de papel minha Madragoa minha morte de amor minha Karénine minha lâmpada de Aladino minha mulher. (A.L.A) in D`este viver aqui neste   papel descripto (Cartas da Guerra)

 

 

Um escritor é, por natureza, um carenciado de afecto

(António Lobo Antunes)