TIVE SORTE DE TER NASCIDO NA MADEIRA

…uma ilha é uma espécie de cosmos pequeno onde podemos ver todas as coisas. A montanha mais alta está perto da beira-mar. Acompanhamos tudo o que o mundo é numa escala mais aproximada. Há o silêncio da floresta e o ruído das ondas. Há um sentimento escondido que só quem lá nasceu sente, de forma subcutânea… (J.T.M.) ver entrevista publicada no Jornal “I” de 26.03.2011)

 

 

É preciso ter um coração muito forte para se viver numa ilha. É mais difícil.

(José Tolentino Mendonça)

Advertisements

4 responses

  1. Minha Querida Amiga Maria Elvira,
    É realmente difícil viver numa ilha. Gosto muito de Mar e de Campo mas preciso de grandes espaços e numa ilha tal não acontece.
    Vivi uns tempos na Terceira em serviço e senti o peso de se estar numa ilha. Em pouco mais de 1 hora fazia a volta à ilha! A sensação que tinha era de que estava preso…
    Mas reconheço que a Madeira sempre é maior e não dá tanto a ideia de reclusão.
    Um beijinho amigo.

    Abril 17, 2011 às 4:00 pm

  2. Meu bom amigo Luís

    Embora viver numa ilha me pareça demasiado limitativo a verdade é que o decorrer da vida me levou a viver em várias ilhas. E, curiosamente, gostei.

    Só me senti inquieta numa e, apesar da sua beleza e imponência, toda aquela grandiosidade me asfixiava um pouco. Rendida entre desconforto e a possibilidade de estar de mãos dados com o mar a terra e o firmamento, vivi momentos intensos. Beijinho amigo

    Abril 17, 2011 às 11:24 pm

  3. Amiga Elvira!

    Peço desculpa, mas só hoje vi que o seu último comentário estava em Spam, não imagino porquê e agora ainda nem o consegui ler. É verdade! tenho que o procurar 🙂

    Sei que tenho estado ausente, daqui e de todos os Blogues, não tenho desculpa! A verdade é que o bom tempo me chama lá para fora e eu tenho-lhe feito a vontade.
    Hoje choveu pouquinho e só saí de manhã 🙂

    Querida, nunca vivi numa ilha, mas juro que o meu sonho é viver numa assim mesmo. Com vista e cheiro a maresia constantemente. Que delícia.
    Qual isolamento, afinal somos nós que o fazemos.

    Beijinhos e porque não tenho a certeza se voltarei antes da Páscoa, que esta seja de muita felicidade.

    Beijinhos

    Abril 19, 2011 às 8:15 pm

  4. Querida Ná

    Obrigada pela passagem por aqui. É bom saber que está bem vivendo esse saboroso apelo do regresso do Sol (já se envergonhou e parece que só vem depois da Páscoa).
    Amiga, desejo-lhe a si e aos seus um Santa e Feliz Páscoa. Beijinho.

    * Viver nuna ilha é marcante, sem dúvida.

    Abril 20, 2011 às 12:26 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s