DOÇURA É A MAESTRIA DOS SENTIDOS

A humildade coloca uma pena a mais nas nossas asas. Esta virtude mostra-nos o caminho mais suave, rápido e seguro para qualquer lugar. Todos se  aproximam e oferecem ajuda àqueles que são humildes. Com humildade os corações  abrem-se e grandes tarefas se tornam fáceis. Uma pessoa humilde tem consciência do seu valor mas não o enaltece.

Doçura é a maestria dos sentidos. Olhos que vêem no fundo das coisas, ouvidos que escutam o coração das coisas, lábios que falam apenas a essência das coisas. Doçura é o resultado de uma longa jornada interior ao âmago da vida e a habilidade de lá permanecer e observar. A doçura procura pelo bem nas coisas, pois no seu coração reside a convicção de que o bem existe em algum lugar em tudo, é só ter paciência para descobri-lo.

 Num mundo melhor, a lei natural é a do amor e numa pessoa melhor, a natureza natural é amorosa. Amor é o princípio que cria e sustenta as relações humanas com dignidade e profundidade. O amor espiritual  eleva-nos ao silêncio e este silêncio tem o poder de unir, orientar e libertar. Quando o amor é aliado à fé, isso cria uma forte fundação para iniciativa e acção. O amor é um catalisador para mudanças, desenvolvimento e conquistas.

Equilíbrio é a habilidade de olhar para a vida a partir de uma perspectiva clara – fazer a coisa certa no momento certo. Uma pessoa equilibrada será capaz de apreciar a beleza e o significado de cada situação seja ela adversa ou favorável. Equilíbrio é a habilidade de aprender com a situação e de prosseguir com sentimentos positivos. É estar sempre alerta, ser totalmente focado, e ter uma visão ampla. Equilíbrio vem do entendimento, humildade e tolerância. O mais elevado estado de equilíbrio é voar livre de tudo e, ainda assim, manter-se firmemente enraizado na realidade do mundo (B.K.)

Verdadeiros seres humanos são aqueles que tratam os seus companheiros com sinceridade, gentileza, tacto, respeito e amor. A pessoa que corporifica tais qualidades torna-se próxima à natureza de Deus. A distância entre a verdade dela e a verdade Dele é, apenas, um pensamento.

(Brahma Kumaris)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s