VIVER É UM ACTO DE AMOR

524498_427313277306882_1750327837_n

Tentar, pode, mas não adianta e, se pensar que será capaz um dia de agradar a todos, acabará desiludida. Mesmo que seja um modelo de virtudes; mesmo que entenda o sorrir do Universo e seja francamente tolerante, altruísta, generosa; mesmo que saiba de cor a vida e a obra de Madre Teresa de Calcutá e se emocione verdadeiramente com a descompostura dos acontecimentos que grassam no mundo e chegue ao ponto de chorar, frente aos noticiários que entram em sua casa e lhe agridem o …coração e a sensibilidade. Mesmo que domine a Teoria da Evolução de Darwin seja uma curiosa permanente pela vida de Newton, Einstein, Lincoln. Mesmo que se emocione e se transcenda frente ao quadro de Dali -Cristo na Cruz- e sinta que a poesia de Florbela a eleva espiritualmente e a deixa a pairar noutras dimensões existenciais.

Mesmo que admire (até à exaustão) os voluntários, sempre presentes quando os infortúnios acontecem, em qualquer parte do Globo ou ao virar da esquina mais próxima, numa instituição que abre as mãos aos desprotegidos da sorte, em gesto de acolhimento, dizendo-lhes sem palavras: vocês, não estão sós. Mesmo que se deslumbre quando se lembra que tudo começou com o pó das estrelas e dez mil biliões de biliões de átomos e seja uma acérrima defensora dos Direitos dos Homens, das Crianças e dos Animais. Mesmo que seja um somatório positivo de inegáveis qualidades: trabalhadora, séria, fidelíssima, sempre pronta a ajudar, sem esquecer de sorrir, de cumprimentar, de agradecer. Mesmo que faça bem, e com gosto, a reciclagem e troque as lâmpadas antigas pelas de baixo consumo.

Mesmo que se esgatanhe toda para ajudar a marcha do mundo a tapar o buraco do ozono e contribua para a continuação viva da Amazónia e para instituições de solidariedade, além de ter os impostos em dia e uma árvore com o seu nome, na reflorestação do Gerês, seja madrinha de uma águia e esteja a pensar em defender as éguas da serra da Malcata. Mesmo que humanamente não possa ser mais autêntica, mais perfeita (perfeita…perfeita), amiga, não vai conseguir agradar a todos!

Já Esopo, há 2500 anos, numa das suas fábulas escrevia essa impossibilidade, através de “O Velho, o Filho e o Burro”. Ingenuamente tentaram, para não chocar a moral alheia, seguir as instruções que cada um, conforme iam passando, sugeria. Sem resultado, não conseguiram encontrar a solução que contentasse todos. Cada cabeça, sua sentença. Mas que isso não seja impedimento para ser cada vez mais perfeita (perfeita…perfeita?). O importante é que a sua conduta esteja dentro dos padrões e dos códigos de valores que a sua consciência aprova. Não se atire ao mundo para ganhar a guerra, conquiste (por vezes) uma batalha e já está a ser uma boa cidadã universal. Acima de tudo e de todos, viver é um acto de amor (Maria Elvira Bento)

A grandeza das ações humanas mede-se pela inspiração que as faz nascer.
(Pasteur)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s