O HERÓI DA MINHA IMAGINAÇÃO

World-Tango-Championship--005

Por ti, mexia nas estrelas e juntava-as para que o brilho te envolvesse, e no desejo de te olhar fixava o azul dos teus olhos e sentia asas nos meus pés. Não venhas na minha direcção, devagar, silencioso, como se transportasses, em segredo, toda a ternura do mundo. Não mexas os lábios sedosos, mas não fiques no silêncio de mil palavras que me provoca e desafia no encontro de vertigens. Não dês mais passos nem me olhes profundamente. Afasta as mãos do meu caos e do meu sonho.

Deixa-me testemunhar o ritmo dos teus passos, em câmera lenta, como se rompesses de um mundo desconhecido e te tornasses no herói da minha inspiração. Não coloques os braços nos meus ombros como se fôssemos dançar ao ritmo lento numa harmonia que arrepia. Não digas nada. Olha-me só como se o mundo parasse. Eu deito-me nesse olhar, nesse rosto, nessa mensagem e pergunto ao som cúmplice da melodia de violino que ecoa ao fim da tarde, se estás aí. Receio que esse olhar seja uma miragem. Ah! Não pode mesmo existir um olhar assim. (Maria Elvira Bento)

Eu sou um poema inacabado, que ninguém nunca leu
(Clarice Lispector)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s