O TANGO ROMÂNTICO E SENSUAL

305983_4535712945453_1113134147_n

 Ainda hoje prevalecem dúvidas em relação ao local e data em que o tango nasceu para o mundo. Uns dizem que foi em África, o Uruguai reclama paternidade mas, sem dúvida, é a Argentina (e o seu povo) que o respira, durante as 24 horas, pelos poros. É visceral. Oficialmente esta dança sensual, erótica, nasceu nos fins do século XIX. Em 1910 partiu para Paris e deixou a Cidade Luz absolutamente louca, deslumbrada, rendida a tanta sensualidade. Em 1913… foi proibida pela Igreja. Em 1928 Carlos Gardel deixava o mundo a suspirar com as interpretações das quentes melodias que tocavam corações (levou-as para Hollywood) e, apesar de ter morrido há muito tempo (1935), os argentinos dizem que ele está cada vez a cantar melhor. É amor indelével. Autêntico.!

Em 1950 Astor Piazzolla entra no tango e, mantendo-lhe as raízes, altera-lhe o brilhantismo e, magistralmente, eleva-o harmoniosa e revolucionariamente a níveis de total rendição. O mundo fascina-se com Pizzolla. Harmoniosamente ainda hoje a sua herança dá ao tango, novas harmonias, arranjos audaciosos e revolucionários. Engrandeceu-o, quase o endeusou E quando dois corpos se unem, em qualquer local do Planeta, em passos marcados pelo arrebatamento ao som de um qualquer tango, acontece magia. Intimida. É quase pecado. Arrepia. Faz suspirar. (Maria Elvira Bento)

A música é a linguagem universal da humanidade
(Longfellow)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s