O SONHO DA FELICIDADE COLECTIVA

968848_10201238965750761_345433657_n

Há dias em que saímos desesperadamente com a febre de salvar o mundo numa corrida que supera o compromisso feito com o coração, na defesa voluntariosa de chegar lá, ao cimo da montanha, para realizar o sonho. O bom sonho da felicidade colectiva. Há dias assim, salpicados de emoção pura que nos motiva a sermos especiais. Temos em nós a consistência do audaz, a destreza do guerreiro, o querer do humano que, por vezes, compete com os deuses em de…safios tocantes de pureza. Há dias assim. Dias que contrastam com os outros, cinzentos, indefinidos, não agitam nem provocam. Não molham nem aquecem.

Mas, é no conjunto dessas emoções que desafiam e provocam que nasce a paixão da imbatibilidade. Imbatibilidade que dá poder. Imbatibilidade que, por magia, nos deixa donas absolutas da nossa vida e da vida do mundo inteiro. Ficamos sábias, determinadas, inflexíveis. Detentoras de caminhos e atalhos quando saímos de casa com uma arrepiante lucidez, não temos neurónios para entender o descontrolo do mundo. Prontas a iniciar a guerra numa postura de executiva nota 10, lá estamos nós na nossa corrida salvadora. Sem fugas. Instantes poéticos que o Universo tem a condescendência de compreender: o nosso querer –a chama da Vida. Pode não ganhar, nunca, a batalha, subir à tal montanha. Não importa! Supera-se a cada passo. (Maria Elvira Bento)

Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua Alma, todo o Universo conspira a seu favor

(Goethe)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s