QUERO QUE OS MEUS TEXTOS TENHAM ASAS

 mulher no ar

Quero que os meus textos tenham voz e tenham asas. Quero que eles sejam autênticos mergulhos de sensações e descobertas e tenham fascínio irresistível. Quero que eles prendam, arrebatem, conquistem Quero que tenham identidade, aventura e sejam despudoradamente meus sem necessitarem de identificação. Quero-os marcantes como vendavais medonhos ou brisas que me envolvem quando dou as mãos ao Universo e, juntos, deambulamos pelo Mundo em permanente deslumbramento, em passeios arrebatadores. Nós e a magia do acontecer. Quero que os meus textos prendam, arrebatem empolgem. Quero voz nas minhas palavras sussurradas, nos textos agarrados à Vida. Voz clarificadora, partilhada, nas histórias que guardo, que mostro, que vivo, que sonho, que invento, que fecho a sete chaves nos compartimentos de uma memória brilhante que, lentamente, vai construindo enredos. Quero que os meus textos tenham voz e tenham asas. Eu, liberto-os. Para ti. (Maria Elvira Bento)

 

 

Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, pois tudo passa a acontecer dentro de nós.

(Clarice Lispector)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s